Etiqueta: Fantasia Romântica

Resenha | Kitty – Elle S.

Olá Quimeras, Sou a Hemylly Ludymyla, a nova resenhista e também possuo outro blog sobre livros, psicologia e vários outros assuntos, o blog se chama Miss Psy, agora vou fazer parte do Team Bela Quimera e vou para resenhar os livros que leio, bem como outras novidades.

Kitty é o primeiro livro da Editora Arwen aqui no blog, e espero que vocês gostem das minhas resenhas e indicações. 

Kitty
Autora: Elle S.
Gênero: Fantasia Contemporânea e Ficção
Páginas: 295
Editora: Arwen
E-book: Amazon
Nota: ❤❤❤❤❤  

E-Book | Físico |
Sinopse

Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo. Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse. Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercada de afeto e carinho pelo seu novo dono e começa a ser cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto. Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance.


Resenha

Kitty reuni tudo que eu gosto em um livro, romance, fantasia e uma dose de mistério. Kitty é uma gata de rua com a pelagem de cor e olhos marcantes, como todo felino Kitty é independente, arrogante e cheia de si mas ela também possui um outro lado que é sensível, sarcástica, mal humorada, teimosa e às vezes indecisa. Ela está acostumada a se virar sozinha, mora em um beco escondido e consegue comida em um restaurante local mas se engana quem acha que a cidade de São Paulo não tem os seus perigos para uma gata de rua Kitty não é uma gata comum, ela tem 400 anos e ao longo dos anos ela aprendeu truques e como viu a cidade de São Paulo se transforma no que era hoje.
Eduardo é dono de um restaurante, ilustrador, desenhista,uma pessoa muito boa mas com baixa autoestima e de quebra ainda coleciona uma ex namorada abusiva e megera. Em uma discussão com sua ex, bebe todas e acaba no beco que Kitty mora, vê e acha que é um gato macho resolve adotar o gato de rua, mas para Kitty foi uma ofensa e não ficou nada feliz de ser levada visto que rua é como sua casa e está convivência com Eduardo pode ameaçar o segredo que Kitty esconde.
A premissa e prefácio do livro chama bastante atenção visto que tem uma ideia original sem falar que é um prato cheio para os amantes dos animais.
A capa de Kitty ficou linda tanto na versão de capa dura como na versão de capa comum e mais importante ela representa a história, a diagramação também estava boa, a autora só se enrolou com a estrutura do livro. 
O livro é escrito na primeira pessoa, o que fez aumentar o mistério sobre o segredo que Kitty esconde. A escrita da autora é perfeita, tornando assim a leitura fluida e com personagens bem construídos que faz você se apegar a eles ou simplesmente odiar outros. Confesso que algumas características dos personagens me incomodou um pouco como a baixa autoestima de Eduardo e a teimosia exagerada de Kitty insistindo na mesma coisa várias e várias vezes.
O início começou muito bem, instigando o leitor, com personagens bem elaborados e marcantes, só que com o desenrolar da história foram acrescentado algumas cenas que poderiam se enxugadas sem prejudicar o enredo pois foi dado muita ênfase em algumas cenas e os capítulos finais mereciam uma dedicação maior não houve teve o que acabou deixando a desejar, dando a sensação de vazio e vários questionamentos sobre o passado e sobre os personagens e que deveria ter trabalhado melhor os esses detalhes e reviravoltas. Apesar desses pontos conseguiu, fazer com que eu aproveitasse e gostasse e apreciasse a leitura.
O romance é bem trabalhado e esteve em sua maioria no foco da história mas como amante de uma boa ficção gostaria que esse foco tivesse sido dividido pois o lado da fantasia da história poderia ser explorado através do passado de Kitty, referências e o que fez de Kitty se quem ela era ou até mesmo explorado a decisão sobre a vida de Kitty no final, não deixando pontas soltas.


 Acompanhe-nos nas redes sociais
Follow That Unicorn

Resenha | Herança de Sombras: Luxúria #1 – Juliana Bizatto


Olá Quimeras, já tinha lido este livro
antes, porém ainda não tinha sido publicado e tinha pegado o “rascunho” dele,
mas hoje ele já está publicado e com o segundo livro a caminho e com o
lançamento marcado para bienal do Rio.

Herança de Sombras é uma
série de romance sobrenatural juvenil que é bastante regionalismo do Sul. O
primeiro livro da série chamasse: Luxúria, se você acha que é uma série com
teor erótico, apenas por causa do nome. Você errou feio!

“Nem toda inocência sobrevive ao destino, mas todo segredo nasce com a
promessa de um dia ser revelado.”

Luxúria
Herança de SombrasAutora: Juliana Bizatto 
Gênero: Fantasia Jovem Adulto e Romance Sobrenatural
Páginas: 400
Editora: Independente 
E-book: Amazon
Nota: ❤❤❤❤❤  Amei
*Livro cedido pela Autora

Sinopse

Samantha cresceu nos luxos e tradições de sua família e, desde cedo, aprendeu a não fazer perguntas. Ela não precisa saber o que aconteceu ao seu pai, ou por que a Vozinha não permite que as garotas saiam em noite de lua cheia, ou ainda entender a razão pela qual nenhuma Hoffer jamais morou fora da ilha, quanto menos saiu da cidade de Tormento. Ela não precisa saber, apenas obedecer.
Porém a obediência se põe a prova quando Benjamin aparece em sua vida. Benjamin, com sua insistência, com seu charme e com sua tendência a aparecer sempre no momento em que ela mais precisa. De repente o certo parece errado, e o errado… irresistível!
Samantha e Tormento não sabem, mas as suas vidas jamais serão as mesmas.

Resenha
Uma tradicional família de uma cidade que chamasse Tormento que possuí apenas mulheres, em que vivem em uma ilha distante, no qual existem regras que a matriarca ditava que não podem ser quebradas.
As herdeiras Hoffer sempre eram lindas, loiras como se tivesse saído de uma revista, afinal eram a genética delas.

Ser uma Hoffer é quase como ser uma marca, um padrão de qualidade.

Samantha cresceu nos luxos conquistados pelo o seu sobrenome, afinal ela tinha tudo que toda adolescente poderia querer: namorado, luxos, respeito e popularidade.Contudo os sentimentos de Samantha pelo o seu namorado Martin que era um cara influente de Tormento por causa da carreira do seus pais com a política, estava balançado e ela não sabia quando começou a sentir assim, em várias ocasiões ela mentia. 
Infelizmente ela não poderia reclamar, já que tinha um namorado dos sonhos, no qual várias meninas dariam tudo para ter o mesmo, mas ela não sentia os mesmos sentimentos de antes por ele. 
A chegada dos irmãos paulistas em Tormento faz com que a vida de Samantha mude de uma hora para outra. Tamisa e o seu irmão Benjamin, que se enturmaram com as Hoffer e também com os amigos de Samantha, o que fazia com que eles se encontrassem diversas vezes.Tamisa e o seu irmão Benjamin, que se enturmaram com as Hoffer e também com os amigos de Samantha, o que fazia com que eles se encontrassem diversas vezes. 

Infelizmente Benjamin é o tipo de garoto seguro de si, mas também implicante que chega a ser um tanto irritante para Samantha que teve que aturar o humor do paulista, porém não calada, pois ela tinha resposta a ponta da língua. 
Samantha começou a quebrar as regras de sua matriarca, porém ela não imaginou que haveria consequências, afinal as regras eram simples. 
Regra número um: Sempre voltar para casa, não importa o horário ou o estado.
Regra número dois: Sempre estarmos juntas
O livro tem um ar de suspense, porém o livro é um romance sobrenatural que é cheio de mistérios, já que existem vários segredos ao redor de tudo que se passa na cidade de Tormento. 
A narrativa é fluída, mas detalhista na medida certa, porém senti diversas vezes a intensidade que ela aborda os sentimentos, além do fato da sua delicadeza nas partes mais quentes do romance. O regionalismo do Sul é uma característica principal, pois existe gírias. Os personagens são divertidos, já que as primas da Samantha são totalmente loucas, e muito companheiras, o que me fez querer ter primas como aquelas e aquela união que somente elas têm.
 Os diálogos são curtos, divertidos e sem dúvidas inesquecíveis as patadas de Samantha e os comentários cômicos de Benjamin. O enredo é um pouco lento, pois o ar de mistério deixa que você curioso para saber o que existe de paranormal, já que tudo parece ser normal até demais, mas aos poucos pude perceber os indícios que a autora deixou para que pudesse fechar o mistério do ar. O desfecho sem dúvidas é arrebatador, pois ele explica tudo que aconteceu e alguns, apenas, alguns segredos foram esclarecidos. E estou bastante ansiosa com a continuação desta série que já é meu xodozinho literário, considero como uma madrinha da série. Herança de Sombras é um romance sobrenatural para todos que possuem corações jovens e que estejam preparados para algo mais que um romance, já que aprendemos, o verdadeiro significado da união e da magia que existe na amizade. 

Me acompanhe nas redes sociais

Resenha | Fairytale Shifter: Riding Red #1 – Alexa Riley

Retirado do google
Ficha Técnica 

Autor: Alexa Riley| Páginas: 171 | Editora: Independente| Gênero: Fantasia, Erótico, Romance| Adicione: Skoob| Onde Comprar: Amazon | 

Sinopse

Gray Ridge, Colorado é uma cidade tranquila, mas neste dia das bruxas há uma lua de acasalamento e a necessidade dos shifters reproduzir com seus companheiros é muito forte.Ruby é a orgulhosa dona da Goodie Basket Red e como a nova garota da cidade, ela está engajada em seu negócio. Mas quando o sexy xerife, Dominic Wolfe, mantém os clientes à distância, fica difícil ficar brava enquanto arde de desejo. Dominic é um shifter e seu lobo quer Ruby. Desde o momento em que pôs os olhos nela, ele tem lutado contra a necessidade de marcá-la como sua. Mas quando a lua estiver cheia para o acasalamento, ele não será capaz de controlar seu lobo por muito tempo. Gostosuras e travessuras são as últimas coisas na mente dele, quando o calor do acasalamento assume, e sua obsessão é posta à prova.Aviso: Este livro dá um toque “sexy” e um conto de fadas clássico, completo com uma capa vermelha, uma cesta de guloseimas e um lobo faminto. É escrito para fazer você sorrir e ajudar a comemorar o Dia das Bruxas!

Resenha

Ruby tinha uma padaria, mesmo que atualmente estivesse um pouco vazia pois apenas os turistas visitavam por causa dos parques nacionais que ficavam próximos e temia pelo inverno por causa das neves que diminuiria as visitas dos turistas. Gwen era sua ajudante que fazia biscoitos que muitas vezes eram inapropriados para venda, porém ajudava bastante no seu negócio e a única que conversava com ela, já que os habitantes daquela cidade não eram tão corteses com os novos cidadãos.
Contudo ela descobriu que o causador do afastamento dos seus clientes era o xerife da cidade que estava assustando as pessoas para que não fosse no seu estabelecimento, o que a deixou bastante irritada com ele.
Dominic Wolfe que era o xerife da cidade que é uma comunidade de Shifter, lobo que é basicamente um lycan, que é metade-lobo-metade-humano, e quando ele encontrou a mesma sentiu uma forte atração, no qual sentia um desejo enorme por ela que deixava excitado, isso ocorria somente quando encontrava sua companheira por isso os homens shifter procuravam suas companheiras.
Todavia ele não podia deixar levar pelo seu egoísmo, já que se ele fizesse o ato, a sua companheira ficaria no cio até a lua cheia, em que o acasalamento seria feito e para evitar o tormento de sua companheira ele decidiu esperar até a lua cheia para toma-lá.
O livro é curto, apesar de ser uma releitura erótica do conto da Chapeuzinho vermelho que por sinal é meu conto favorito. A escrita achei um tanto amadora e as partes bastante apelativas para o lado sexual que resultou em algo bastante forçado e sem graça, em minha opinião.
Os personagens achei um pouco sem graça, já que a autora focou tanto no erotismo do livro que deixou de lado todo o resto, apesar disto as cenas eróticas não foram agradáveis. Recomendo uma leitura para passar o tempo ou para descontrair, pois o livro é bastante divertido para dar algumas risadas.

Resenha | Série Novas Espécies: Fury – Laurann Dohner @univdoslivros


Olá Quimeras,Já pensou se a tecnologia
evoluísse tanto que humanos fossem modificados com Dna de animais e quais
poderiam ser as consequências deste avanço. Então se apaixone pela série Novas “Espécies” como eu que sou perdidamente apaixonada pela série. 

Ficha Técnica

Título: Fury | Série: Novas Espécies |Autora: Laurann Dohner| Editora: Universo dos Livros| Páginas: 368| Compre aqui: Amazon,  | E- Book: Amazon|Adicione o livro no Skoob: Fury

Sinopse

Ellie é uma enfermeira e fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica para qual trabalha – as Indústrias Mercile – tem feito experimentos genéticos ilegais. Os cientistas combinaram DNA de humanos com o DNA de animais, criando uma nova espécie: seres humanos mais fortes e desenvolvidos. Um desses “experimentos”, o prisioneiro 416, captura o coração de Ellie enquanto ela tenta salvá-lo. Fury – como o 416 também é conhecido – nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou a vida inteira em uma cela, acorrentado e sofrendo abusos. Ellie, a única mulher em quem ele confiou, o traiu, e agora Fury está livre e à procura de vingança. O ex-prisioneiro jura acabar com a vida da enfermeira que o salvou, contudo, quando ela finalmente está em suas mãos, a única coisa que Fury não quer fazer com esta mulher pequenina e sexy é machucá-la.

Resenha
É tão difícil começar uma resenha de uma série que amou tanto! Que tenho uma enorme vontade de reler novamente, todos, os livros. Fury é o primeiro livro da série que contém 15 livro que são de casais diferente, porém todos interligados, o que me fez sentir menos falta dos personagens no decorrer da série. Ellie é uma enfermeira, em uma de várias indústrias da Mercile que está ilegalmente fazendo experimentos com humanos modificando os seus DNA com os de animais criando uma nova espécie com o intuito de fazerem uma arma de guerra, já não bastasse as quê temos, mas infelizmente para a felicidade dos responsáveis da clínica, os “Novas espécies” eram selvagens e indomáveis fazendo com que sofressem várias agressões e tortura para ter um “Bom comportamento”, contudo ela não concordava com esses experimentos e queria ajudá-los de alguma forma que acabou sendo uma infiltrada na indústria Mercile. 
Ellie coletava pistas que pudessem prender os responsáveis e também salvar os prisioneiros da clínica… Especialmente o prisioneiro 416 que ela sentia uma grande atração por ele e queria que pudesse ter uma vida com o máximo de normalidade possível. Quando ela conseguiu coletar as informações teve que mudar o seu plano inicial para salvar o 416 do seu superior que estava querendo se vingar do mesmo, temendo o pior ela corre contra o tempo para salvá-lo, mas sabendo que nenhuma outra forma de salvar sua vida e as informações coletadas.
Ellie trai o prisioneiro 416 fazendo levar a culpa pelo o acontecimento e com consequências deste ato fazendo com que 416 sinta-se na obrigação de vingar-se dela. Ellie não consegue perdoar o fato de tê-lo traído e com várias tentativas frustradas de esquecer o prisioneiro, ela finalmente consegue um emprego em Homeland, a reserva que foi dada aos “Novas Espécies” para viverem em paz e readaptarem com sua nova vida, porém ela não contava que o seu 416 que agora é conhecido por Fury estava possesso ansiando vingança pela sua traição.

O enredo de Fury é intrigante, engraçada e intensa, porque tem vários momentos que rimos com os “azares” do casal que não demorou muito para ficar juntos e a cada descoberta sobre este novo mundo e sem esquecer os momentos de ação que existe no livro, apesar de grande parte seja erótica, não é aquele livro “Pornô Literário” que é apenas cenas de sexo e preliminares, mas sim uma história sobre as Novas espécies e como estão lidando com sua reabilitação.Os personagens foram bem construídos inclusive com características dos Novas Espécies que existem somente neles que fazem parte de sua construção, além de cada personagem ter sua personalidade e piadas internas que me fizeram rir horrores, apesar de achar Fury um tanto possessivo e meloso e a Ellie se tornar um tanto submissa a ele, gostei bastante da química do casal, porém entendemos o motivo de tudo ao decorrer no livro e a história que se passa sobre ele.


Como é o primeiro volume da série deixou várias pontas abertas sobre os Novas Espécies, a clínica Mercille e as novas descobertas, no qual vai sendo respondidas no decorrer da série.Algo que me irritou profundamente foi a tradução malfeita da editora que me fez questionar se compraria o restante da série, apesar de ter amado tanto a série, pois tinha partes que não foram traduzidas e outras que foram, mas sem nexo em algumas partes e sem falar que teve partes que era nome e foram traduzidos sem o menor sentido, apesar deste erro enorme da editora que espero seja corrigido, nos próximos exemplares!


Recomendo para as amantes de um erótico bem escrito, porém cheio de altos e baixos sem nenhuma monotonia na série que abordam tanto sobre a abordagem familiar, quanto os paradigmas da sociedade sobre a mulher e com um toque de ficção científica, já que eles foram criados através de misturas de “DNA” diferentes. 

Resenha | O diário de Samantha – Ana Monteiro @NovoSeculo

 Olá Quimeras,Preparados para um romance com vampiros com direito uma estrela de rock, chamada Samantha, então se preparem para conhecer “O Diário de Samantha”
Ficha Técnica

Título: O Diário de Samantha | Autora: Ana Monteiro| Editora: Novo Século | Páginas: 504| Compre aqui: O Diário de SamanthaAna Monteiro e Saraiva | E- Book: Amazon |Adicione o livro no Skoob:O Diário de Samantha

Sinopse

Samantha Walker é líder da banda Nightwalkers , uma vampira que, com sua voz suave e melodiosa, torna-se, em bem pouco tempo, uma estrela do rock mundialmente famosa. Só que o que ela não sabia era que a sua fama repentina facilitaria a aproximação de Hadrian e sua corja, um antigo rival de Nicholas Lacroix, o vampiro que a transformou e com quem ela viveu um verdadeiro conto de fadas no passado, antes de conhecer Victor Hugo, seu amor humano.Sentindo-se ameaçada e temendo pela vida de Victor Hugo, que ainda não sabe que ela é vampira, Samantha decide pôr fim à própria vida e se expõe ao Sol. Porém, antes disso, ela resolve deixar este diário, no qual relata toda a sua vida e, principalmente, os motivos que a fizeram tomar esta drástica decisão.Ambientado no Rio de Janeiro, O Diário de Samantha é um romance repleto de paixão, drama, erotismo e muito rock’n’ roll.

Minhas expectativas sobre o livro eram enormes pela minha primeira paixão por vampiros que por sinal quem narra o livro é uma vampira Samantha.
O livro “O diário de Samantha” é basicamente com diz o nome, um diário, que conta a estória da vida de Samantha que expõe toda sua vida desde antes ser uma vampira e conhecer o seu criador Nicholas aquele que lhe transformou.

Resenha
Samantha criou o diário para seu namorado Victor Hugo para explicar a sua decisão de acabar com sua vida e a razão por trás disto e as consequências de sua fama repentina que causou em sua vida. Ela era a cantora e líder da banda mundialmente famosa Nightwalkers que é dona de uma voz suave e melodiosa que logo entendemos o porquê de seu criador tê-la escolhido para virar vampira.
Os inimigos de Nicholas acabam encontrando Samantha por causa de sua fama e eles necessitam que ela faça algo por eles, então ela teve uma ideia para que proteger o seu namorado Victor dos inimigos de seu criador.

O enredo é fluido, apesar do começo ser um pouco pacato, porque vai relatando a vida da personagem antes de sua transição e sua relação dos seus pais.
Os diálogos são cheios de regionalismo carioca, já que a história se passa no Rio de Janeiro em alguns personagens achei que esse regionalismo não fluiu de uma maneira natural.
Samantha é bastante impulsiva e um tanto infantil que percebemos no decorrer da leitura, mas vai amadurecendo aos poucos se tornando em uma mulher, mas também com tudo que ela passou não seria diferente.
Nicholas é um vampiro diferente com o seu jeito sensível, romântico e talentoso que existe uma razão para esta característica. Victor é um dos personagens que mais odiei, pois achava ele um tanto meloso, além de ficar algumas pontas abertas ao seu respeito.
O livro é bastante longo, contudo gostei bastante da leitura, ainda assim o desfecho do livro me decepcionou um pouco. Ao longo da leitura esperava que esse final fosse mais fixo, porque sentir que faltava várias pontas soltas.

Minha Tristeza é tão grande, porque sei que ela é tão imortal quanto a minha Alma.

Samantha Walker – Pág. 132

Nicholas é um vampiro diferente com o seu jeito sensível, romântico e talentoso que existe uma razão para esta característica. Victor é um dos personagens que mais odiei, pois achava ele um tanto meloso, além de ficar algumas pontas abertas ao seu respeito.


O livro é bastante longo, contudo gostei bastante da leitura, ainda assim o desfecho do livro me decepcionou um pouco. Ao longo da leitura esperava que esse final fosse mais fixo, porque sentir que faltava várias pontas soltas.
Se você curte um bom rock, romance e vampiros e com aquela pitadinha de suspense pode gostar desse livro.

Resenha | A Cor dos olhos teus – Andréa Lopes

Ficha Técnica

Título: A Cor dos Olhos teus| Autora: Andréa Lopes | Editora: KBR DIGITAL | Páginas: 224 | Compre aqui: Amazon(Ebook),Site do Livro e Email da autora |Fanpage: A cor dos olhos teus| Adicione no Skoob: A cor dos olhos teus

Classificação:| |
Sinopse

Uma bela história de amor e paixão, contada de uma forma adorável e sedutora. Entre com vontade. Viva na sua própria carne, com todos os sentidos aguçados, o amor arrebatador de Alan e Daniele. Eles serão parte do seu dia a dia. “A cor dos olhos teus” vai mexer com a sua cabeça, um livro que prende sua atenção do começo ao fim. Viaje com os personagens, viva cada momento, desde pisar na areia de uma praia em Florianópolis, no sul do Brasil, até sentir um tesão enlouquecedor pelo Alan (desafie a sua imaginação) numa ilha da Espanha, tudo na medida certa, inclusive o tempo da separação e o amadurecimento de ambos até o reencontro.

Resenha

A primeira vez que vi o livro “A cor dos olhos teus” foi no skoob, aqueles olhos azuis me hipnotizaram e minhas amigas também, quem me mostrou o livro foi minha irmã-Ludy-, fiquei muito interessada e entrei em contato com a autora com uma proposta de parceria, ela aceitou e hoje estou aqui fazendo a resenha do livro dela.

A historia é dividida em Três partes, sendo narradas pelos personagens principais Daniele e Alan. Portanto vou falar somente da primeira parte porque senão estaria falando demais, mas garanto não vai se arrepender… Daniele uma menina de 18 anos, uma blogueira, que vive conectada em redes sociais como toda menina de sua idade, ela tinha acabado de terminar o ensino médio e estava se preparando para ir para faculdade, quando foi diagnosticada com a doença do século ES-TRES-SE, então sua família e a Cunhada decide fazer uma viagem para Santa Catarina, que já estava planejada, seria um presente de formatura. Alan um homem de 28 anos, recém-formado em Medicina, filho único superdotado de um casal de neurocirurgiões famosos, seus pais queriam que ele se especializasse em neurocirurgia como eles, porém Alan tinha outra coisa em mente, queria ser um clinico-geral pois ele acreditava que neurocirurgia era apenas para a luxuria e não pelo paixão, então ele decidiu fazer essa viagem as escondidas de todos, onde ele a vistou uma menina de biquíni-verde sentiu uma atração por essa menina, sendo coincidência ou não ele ajudou ela depois de um de seus desmaios.
Daniele é uma menina decidida, inocente ás vezes, orgulhosa, engraçada que me fez rir bastante com sua guerra contra sua delicada e irônica consciência. Alan um homem charmoso, serio, ciumento, safado o que também me fez sentir um pouco de raiva em certos momentos e tirou varias risadas. No geral gostei dos personagens sempre tem uns que você odeia e ama, confesso que tive uma relação de amor e ódio do Alan mas depois no final gostei mais.
Gostei bastante da capa, mas seria melhor colocado invés do laranja uma cor mais clara, as folhas são brancas e com espaçamento muito bom e as divisórias personalizadas com o rosto do Alan não deixa para trás muito ficou bom.
Para as pessoas que gostam de um bom romance quente com pitada de humor, vão adorar “A Cor dos olhos teus”, a autora fez um ótimo trabalho, com a narrativa sendo dividida entre Daniele e o Alan, sabendo o ponto de vista de ambos eu gosto disso em um livro e o final surpreendente ou esperado talvez. Gostei muito do livro terminei ele em um dia (risos) ele me envolveu do começo ao fim, espero que gostem .