Resenha | Morgenstern – Kelly Hamiso

Olá Quimeras, saudade louca de vocês! Faz bastante tempo que não apareço aqui e quando estava tudo pronto veio o “azar e o desastre” que fez adiar mais um dia de vocês, porém finalmente consegui! Morgenstern é o segundo livro da autora parceira super-fofa Kelly Hamiso me ofereceu para que resenhasse o seu novo livro e como sou super apaixonada por Padma e agora por Morgenstern. Então acabei falando demais e vamos deixar para que conheça esse livro maravilhoso na resenha. 

Ficha Técnica

Título: Morgenstern | Autora: Kelly Hamiso | Editora: Novo Século | Páginas: 368| Compre aqui: Amazon  | E-Book: Amazon |Adicione o livro no Skoob: Morgenstern 

Classificação:
Sinopse

Sarah Vega é uma jovem dedicada aos estudos e à família. Além de estudar Fisioterapia, ajuda a mãe no carrinho de cachorro-quente e cuida do pai cadeirante. Um amor incondicional que ela só compartilha com os fiéis amigos. Paciente, está à espera do homem certo, alguém que fará a diferença em sua vida. Há quem diga que esse homem é Andreas, um rapaz charmoso e atencioso, completamente apaixonado por Sarah. Ela, apesar de querê-lo bem, não sente o mesmo. Uma inesperada visita a uma academia faz seu mundo virar de cabeça para baixo. Quando se depara com o campeão de MMA Hans Scheidemann – a Muralha Alemã –, Sarah se vê envolvida em um turbilhão de paixões e dúvidas. Afinal, Hans tem seus segredos, capazes até mesmo de colocar a garota em perigo. Tudo se complica ainda mais quando uma vidente lhe faz uma revelação inusitada: Sarah tem um dom especial e faz parte de um seleto grupo – as Estrelas da Manhã – do qual depende o equilíbrio do mundo. Numa trama tão alucinante quanto comovente, repleta de romance, esoterismo, ação e emoções à flor da pele, Sarah terá de fazer as escolhas certas. Disso depende não apenas seu futuro, mas o de toda a humanidade.

Resenha
Morgenstern é o livro que deveria vir em incluso os lenços umedecidos, cafeína e um controle psicológico extra. Como já tenho uma prévia de como é os romances da Kelly Hamiso, já estava ansiosa para devorar o livro. Afinal não é um romance bobo de uma menina que é certinha que conheceu o cara mal e menos ainda o romance que ela encontrou o seu príncipe encantado destinado.
Sempre tenho dificuldade para me expressar quando gosto muito de um livro, pois nunca expressam, o que sentir e nem muito menos o quero passar por este motivo a demora para resenha-lo.
Sarah Vega é o tipo de menina meiga e devota aos seus pais como é com seus estudos, além disto trabalha num hospital na ala de fisioterapia que por sinal é o mesmo curso que cursa na faculdade, além de que seu pai também é cadeirante, porém totalmente dependente de ambas (Esposa e Filha) desde do acidente que sofreu. Andreas é um grande amigo da faculdade que possui um certo sentimento pela mesma, já que em sua opinião ela possui uma beleza totalmente diferente de todas as mulheres que ele que já viu e tenta ter um relacionamento com a mesma, porém ela não sente nada por ele. 
Gil, a sua melhor amiga, tentou convencer sobre o namoro com Andreas, porém nada adiantou, então a mesma falou que era melhor colocar um ponto final nas esperanças do coitado… Sabe aquelas amigas que temos? Me identifiquei muito na amizade dela com a Sarah, poderia até trocar o nome da personagem pelo da minha melhor amiga de tão forte foi a relação que a autora representou no livro.

Amigos não são apenas para os dias de festa, Campeão. Compartilhamos o fardo também, pra que se torne mais leve.

No entanto tudo mudou na vida de Sarah quando fora visitar uma vidente e ela revelou que a mesma fazia parte de um grupo chamado “ As Estrelas da Manhã” e por esta razão que ela possuía dons que julgava algum problema da saúde mental, mas não fora somente isto que ela revelou, também revelou que o homem de sua vida seria alguém de “muita força”, uma coisa que não ajudou muito. Em uma visita em uma academia de MMA, no qual tiveram que fazer um trabalho sobre, ela se deparou com o campeão de MMA: Hans Scheidemann mais conhecido com a Muralha Alemã. 
A escrita da Kelly é detalhada, mas nada exagerado e cansativa, definiria como fluída, já que você não sente vontade de parar de ler e com gostinho de quero mais de cada capítulo terminado. Os personagens são bastantes envolvente e facilmente “apegavél” que me fez sofrer com eles, em que me fizera quase chorar em um momento. O relacionamento dos personagens que ela retratou é tão lindo e algo que sentir admiração e que me fez um dia querer algo igual para mim, em algum futuro distante, já disse distante? Então o desfecho do livro é bastante emocional! Lembra do lenço umedecido que citei antes? Irá precisar, pois acontecem várias coisas e vários fatores que me fizeram encher os meus olhos d’agua e além do quase ataque do coração que autora me deu.E um bônus que é tem um capítulo que cita a melhor banda de Rock industrial: Rammstein. Não acho que necessito de mais motivos para vocês lerem, além do fato que é um livro de romance que é totalmente único e com várias lições de vida que faz você repensar os seus conceitos e refletir sobre suas ações.