Bela Quimera: Resenha | Série Novas Espécies: Fury - Laurann Dohner @univdoslivros

Resenha | Série Novas Espécies: Fury - Laurann Dohner @univdoslivros

30 de dezembro de 2016



Olá Quimeras,Já pensou se a tecnologia evoluísse tanto que humanos fossem modificados com Dna de animais e quais poderiam ser as consequências deste avanço. Então se apaixone pela série Novas “Espécies” como eu que sou perdidamente apaixonada pela série. 


Ficha Técnica
Título: Fury | Série: Novas Espécies |Autora: Laurann Dohner| Editora: Universo dos Livros| Páginas: 368| Compre aqui: Amazon,  | E- Book: Amazon|Adicione o livro no Skoob: Fury
Sinopse

Ellie é uma enfermeira e fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica para qual trabalha – as Indústrias Mercile – tem feito experimentos genéticos ilegais. Os cientistas combinaram DNA de humanos com o DNA de animais, criando uma nova espécie: seres humanos mais fortes e desenvolvidos. Um desses "experimentos", o prisioneiro 416, captura o coração de Ellie enquanto ela tenta salvá-lo. Fury – como o 416 também é conhecido – nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou a vida inteira em uma cela, acorrentado e sofrendo abusos. Ellie, a única mulher em quem ele confiou, o traiu, e agora Fury está livre e à procura de vingança. O ex-prisioneiro jura acabar com a vida da enfermeira que o salvou, contudo, quando ela finalmente está em suas mãos, a única coisa que Fury não quer fazer com esta mulher pequenina e sexy é machucá-la.


Resenha
É tão difícil começar uma resenha de uma série que amou tanto! Que tenho uma enorme vontade de reler novamente, todos, os livros. Fury é o primeiro livro da série que contém 15 livro que são de casais diferente, porém todos interligados, o que me fez sentir menos falta dos personagens no decorrer da série. Ellie é uma enfermeira, em uma de várias indústrias da Mercile que está ilegalmente fazendo experimentos com humanos modificando os seus DNA com os de animais criando uma nova espécie com o intuito de fazerem uma arma de guerra, já não bastasse as quê temos, mas infelizmente para a felicidade dos responsáveis da clínica, os "Novas espécies" eram selvagens e indomáveis fazendo com que sofressem várias agressões e tortura para ter um "Bom comportamento", contudo ela não concordava com esses experimentos e queria ajudá-los de alguma forma que acabou sendo uma infiltrada na indústria Mercile. 

Ellie coletava pistas que pudessem prender os responsáveis e também salvar os prisioneiros da clínica... Especialmente o prisioneiro 416 que ela sentia uma grande atração por ele e queria que pudesse ter uma vida com o máximo de normalidade possível. Quando ela conseguiu coletar as informações teve que mudar o seu plano inicial para salvar o 416 do seu superior que estava querendo se vingar do mesmo, temendo o pior ela corre contra o tempo para salvá-lo, mas sabendo que nenhuma outra forma de salvar sua vida e as informações coletadas.


Ellie trai o prisioneiro 416 fazendo levar a culpa pelo o acontecimento e com consequências deste ato fazendo com que 416 sinta-se na obrigação de vingar-se dela. Ellie não consegue perdoar o fato de tê-lo traído e com várias tentativas frustradas de esquecer o prisioneiro, ela finalmente consegue um emprego em Homeland, a reserva que foi dada aos "Novas Espécies" para viverem em paz e readaptarem com sua nova vida, porém ela não contava que o seu 416 que agora é conhecido por Fury estava possesso ansiando vingança pela sua traição.


O enredo de Fury é intrigante, engraçada e intensa, porque tem vários momentos que rimos com os "azares" do casal que não demorou muito para ficar juntos e a cada descoberta sobre este novo mundo e sem esquecer os momentos de ação que existe no livro, apesar de grande parte seja erótica, não é aquele livro "Pornô Literário" que é apenas cenas de sexo e preliminares, mas sim uma história sobre as Novas espécies e como estão lidando com sua reabilitação.Os personagens foram bem construídos inclusive com características dos Novas Espécies que existem somente neles que fazem parte de sua construção, além de cada personagem ter sua personalidade e piadas internas que me fizeram rir horrores, apesar de achar Fury um tanto possessivo e meloso e a Ellie se tornar um tanto submissa a ele, gostei bastante da química do casal, porém entendemos o motivo de tudo ao decorrer no livro e a história que se passa sobre ele.


Como é o primeiro volume da série deixou várias pontas abertas sobre os Novas Espécies, a clínica Mercille e as novas descobertas, no qual vai sendo respondidas no decorrer da série.Algo que me irritou profundamente foi a tradução malfeita da editora que me fez questionar se compraria o restante da série, apesar de ter amado tanto a série, pois tinha partes que não foram traduzidas e outras que foram, mas sem nexo em algumas partes e sem falar que teve partes que era nome e foram traduzidos sem o menor sentido, apesar deste erro enorme da editora que espero seja corrigido, nos próximos exemplares!


Recomendo para as amantes de um erótico bem escrito, porém cheio de altos e baixos sem nenhuma monotonia na série que abordam tanto sobre a abordagem familiar, quanto os paradigmas da sociedade sobre a mulher e com um toque de ficção científica, já que eles foram criados através de misturas de “DNA” diferentes. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.
ga('set', 'userId', {{USER_ID}}); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.