Bela Quimera: ✝ Resenha: Caminho de Pedras - Rachel de Queiroz

✝ Resenha: Caminho de Pedras - Rachel de Queiroz

15 de outubro de 2015


Título:  Caminho de Pedras
Autora: Rachel de Queiroz
Editora: José Olimpio 
Páginas: 256
Compre aqui: Amazon, Saraiva e Submarino
Fanpage: Não tem
Adicione o livro no Skoob: Caminho de Pedras


Em seu terceiro romance, a cearense permitiu que os personagens assumissem a linha de frente da narrativa. E muitos estudiosos consideram o livro como a mais conscientemente engajada obra de toda a sua duradoura carreira, plena de um "socialismo libertário" que poucas vezes voltaria a aparecer em seus textos. Através de uma linguagem enxuta, a autora consegue transportar esse complexo universo partidário para uma cama de casal.
O romance valoriza as características psicológicas dos personagens, contando a história da paixão proibida entre Roberto e Noemi -esposa do ex-comunista João Jaques e mãe de um menino de colo identificado apenas como Guri. Por trás de tudo há um retrato da luta social daqueles anos, contendo denuncias ao Integralismo e ao autoritarismo do Estado Novo de Getúlio Vargas. 


Caminho de Pedras conta uma história sobre a desigualdade social da mulher.

Noemi é casada com João Jacques no qual tiveram um filho no qual nomeado de Guri. João Jacques é um ótimo marido, nada abusivo pelo contrário respeita ela de todos os modos. O casamento deles é bastante rotineiro, são mais amigos do que um casal. 

Noemi conhece um jornalista que se chama Ricardo que é totalmente diferente de seu marido, ele fizera que sentisse fossem iguais desde de personalidades a gostos, e logo isto se torna uma atração que vira um amor proibido, pois de fato ela é casada e mãe de Guri.  

Acaba se envolvendo com ele e vivendo um caso extraconjugal com Ricardo que fazia a mesma sentir culpada, pois desde sempre foi uma mulher trabalhadora e sabia que teria que tomar uma decisão, que foi contar a verdade para seu marido que foi embora deixando-a e seu filho com Ricardo, porém ela não imaginava que essa decisão fosse bastante criticada pela sociedade que teve várias consequências. 

Bem a escrita da autora é bastante diferenciada cheia de dialeto nordestino e retratando o preconceito vivido pela mulher deixar o seu marido para viver com o amante, no qual fazemos refletir que o contrário e bastante comum nos dias de hoje, o livro tem um enredo bastante interessante, a leitura foi fluida, porém por ser uma leitura obrigatória da escola, não aproveitei o suficiente, talvez eu volte a ler e quem sabe gostar mais da história. 
  Recomendo esse livro para todos que gostam bastante de criticas sociais.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

Eva Blog

ga('set', 'userId', {{USER_ID}}); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.